Chaplin’s World , o Museu do Chaplin

Chaplin’s World , o Museu do Chaplin

50196287_2327193243967976_3579644843653070848_nNa minha opinião, este é o museu mais legal da Suíça!

Charlie Chaplin foi um dos maiores atores, comediantes e cineastas de todos os tempos. Nasceu na Inglaterra, mas viveu na Suíça com sua esposa e oito filhos.

Sua propriedade, um parque de 14 hectares, localizado nas encostas entre o lago e as montanhas, é hoje um museu temático dedicado ao artista.

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

O Chaplin’s World conta sobre a vida pessoal e familiar do artista e o estúdio mostra mais sobre a carreira, os personagens de Chaplin e sobre a arte do cinema.

 

O que torna a história ainda mais realista são os bonecos de cera, criados por Grévin ( famoso museu de cera de Paris) São mais de 30 figuras de cera espalhadas pelo museu, não apenas de Chaplin mas também seus amigos, familiares e figuras admiradas pelo ator.

 

As vezes até parece que estamos em um parque temático de Hollywwod!

 

Também conhecido por “Carlitos”, Chaplin foi o artista mais famoso da era do cinema mudo. Ficou notabilizado por suas mímicas e comédias do gênero pastelão.

Durante sua vida, recebeu mais de 26 grandes prêmios e possui uma estrela na calçada da fama em Hollywood.

O museu está localizado em Vevey, na parte francesa da Suíça.

Preço: adulto CHF 25 (100 reais). E criança de 6 à 15 anos pagam CHF 18 (70 reais)

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Grindelwald

Museu Olímpico em Lausanne

Museu Olímpico em Lausanne

O museu Olímpico de Lausanne é uma atividade turística interessante e divertida  tanto para adultos quanto para crianças.

Foi inaugurado em 1993 em Ouchy, um distrito de Lausanne localizado na orla do lago Leman (também conhecido como lago Genebra).

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

O museu recebe mais de 200 mil visitantes por ano, e está entre os museus suíços mais frequentados. Inclusive já recebeu o título de melhor museu europeu em 1995.

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

O local é cercado por um parque (Olympic Park). E as exposições já começam ali, no jardim do museu, onde está a tocha olímpica e mais de 40 obras de arte e instalações desportivas, como uma pista de atletismo de 100 metros.

A cada quatro anos, atletas de vários países se reúnem para disputarem diversas modalidades esportivas. E este museu é o maior centro de informações sobre o tema dos Jogos Olímpicos no mundo.

Por volta de 2500 a.C. os gregos homenageavam seus deuses (principalmente Zeus) realizando competições, e a partir de 776 a.C. começaram os Jogos Olímpicos de forma organizada em Olímpia, com participação de atletas de várias cidades e estados.

E é assim que começa a visita ao museu. As primeiras salas mostram a origem dos jogos na Grécia antiga, apresentando o início dos Jogos Olímpicos. Logo em seguida, a primeira bandeira olímpica, de 1913!

O que achamos mais legal da visita é que a história das Olimpíadas é contada de forma interativa e moderna, onde você pode vivenciar o espírito olímpico.

O local reúne diversas coleções como mascotes, uniformes, chuteiras, tochas, esculturas e objetos preciosos da antiguidade grega até os tempos modernos. O espaço preferido dos visitantes é a sala das tochas. São 50 tochas olímpicas diferentes!

Observei várias crianças de idades diferentes se divertindo com os jogos interativos e mídia audiovisual.

O museu conta com vários andares, e é possível gastar de 2 a 4 horas por lá, dependendo do seu nível de interesse.

Adoramos fazer esse passeio e indico não só para os apaixonados por esporte mas também para curiosos, como nós.

O valor do ingresso é CHF 18,00 para adultos e e CHF 10,00 para crianças de 6 a 16 anos.

Horários: de maio até meio de outubro abre diariamente das 9h às 18h. De meio de outubro até final de abril, fecha às segundas-feiras.

O site deles é: https://www.olympic.org/museum 

 

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Grindelwald

Lausanne, roteiro de viagem na parte francesa da Suíça

Lausanne, roteiro de viagem na parte francesa da Suíça

Lausanne, no cantão de Vaud, é a segunda maior cidade às margens do Lago Léman e a quarta maior cidade da Suíça. Com 136 mil habitantes, é considerada uma cidade jovem, já que abriga diversas universidades.

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

Em Lausanne a língua oficial é o francês, embora o inglês seja falado pela população.  A primeira coisa que você notará na cidade, é a vista perfeita das montanhas. Do lado oposto do lago Léman estão os Alpes Franceses.

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

A cidade é dividida entre cidade alta (Haute Ville) e cidade baixa (Basse Ville ou Ouchy) porque foi construída sobre três montanhas.

O idioma oficial da cidade é o francês, mas o inglês é falado.

Quem se acomoda em qualquer hotel de Lausanne ganha um  ticket chamado Transport Card que oferece transporte gratuito para os dias em que você for ficar hospedado na cidade.

Lago Léman

Não deixe de fazer um passeio no lago Leman com barcos a vapor e rodas de pás no maior lago de água doce na Europa. No verão, Lausanne se transforma em clima litorâneo, onde o lago oferece boas condições para a prática de esportes como windsurfe e esqui aquático.

 

O lago Léman é um dos maiores da Europa Ocidental e muitas vezes é chamado de lago de Genebra, o que deixa alguns moradores ofendidos. Olhando para a história, parece que o lago também já foi chamado de Lac Lausanne na idade média, mas quando Genebra cresceu, tornou-se Lac de Genève. Embora sejam as mesmas águas do mesmo lago, o Léman, cada região chama do seu jeito.

Centro Histórico

O centro histórico, muitas vezes livre de carros, está situado em charmosas ruelas íngremes onde estão cafés e butiques. A Catedral Notre-Dame, construída em 1275, é considerada o mais impressionante exemplo de arquitetura gótica antiga em toda a Suíça e está localizada no coração da cidade. Desde 2003, ela abriga um enorme órgão de sete mil tubos, que é usado em concertos e eventos. Este órgão é considerado um dos instrumentos mais caros do mundo, avaliado em 4 milhoes de dólares. Em frente à catedral, existe um mirante com vista privilegiada para a cidade.

Não deixe de passar pela Escaliers du Marché, uma rua de pedra para pedestres e uma escadaria que liga a Catedral ao centro histórico com suas praças, ruelas e comércio. Pode parecer um desafio subir tantos degraus em uma cidade como Lausanne, mas o Escaliers du Marché é um dos locais mais charmosos da cidade que vale a pena visitar. Os degraus são todos cobertos com um telhado de madeira do século 13.

 

Outro ponto para ser visitado no centro de Lausanne é a Place de la Palud, uma junção de várias ruas de pedestres que desemboca em uma praça cheia de lojinhas e cafés.

Lausanne é rodeada pelas encostas cobertas de vinhedo e outro passeio imperdível é o Train des Vignes, uma viagem de trem a bordo do Trem das Vinhas, de Vevey a Puidoux-Chexbres, através da região vinícola do Lavaux (Patrimônio da UNESCO).

 

Parque Sauvabelin

O Sauvabelin é um parque ideal para passeios de lazer e piqueniques em família, onde você encontra animais como veados, cabras, pavões e aves. É lá que está a Sauvabelin Tower, uma torre de madeira com 35 metros de altura construída em 2003. De lá você pode conferir a vista panorâmica da cidade e dos Alpes.

 

Onde se hospedar:

Já se imaginou dormindo em um castelo medieval?  Em Lausanne isso é possível! O Château d’Ouchy, com sua torre do século XII, é um hotel 4 estrelas localizado às margens do lago Leman.

 

Veja mais fotos clicando aqui: hotel Château d’Ouchy

O site oficial do hotel Château d’Ouchy é: https://www.chateaudouchy.ch 

Onde comer

O restaurante mais antigo de Lausanne se chama Pinte Besson e você poderá provar um clássico da Suíça: a fondue de queijo.

Festival de la Cité

O Festival de la Cité faz parte do programa Lausanne Summer, que reúne entretenimento de maio a setembro em Lausanne. Festival de verão se desenrola no Parc de Mon-Repos, no coração da cidade, e em muitos lugares ao redor da cidade. É um evento anual e gratuito patrocinado pela cidade que atrai talentos de todo o mundo. Músicos, cantores, dançarinos e atores realizam mais de 90 shows espalhados por seis dias.

Veja mais: http://festivalcite.ch/

Baladas

Para quem quer se divertir à noite, a região das baladas fica no bairro chamado Quartier du Flon, o quarteirão moderninho da cidade.

Como chegar em Lausanne

Não há aeroporto em Lausanne e o aeroporto internacional mais próximo é o de Genebra, que fica a 65km de distância. Há trens diretos que fazem Genebra – Lausanne.

Distância de outras cidades: Zurique 225 km, Berna 102 km, Lyon 211 km e Milão 327 km

Quer dicas sobre Genebra? Veja esse texto que escrevi sobre essa outra cidade suíça:

https://swissxplorer.com/2017/09/11/o-que-fazer-em-genebra-dicas-da-suica-francesa/

 

Swiss Xplorer – Se você está pensando em conhecer a Suíça e não sabe por onde começar o seu roteiro, entre em contato! Faço planejamento de viagem e posso bolar um roteiro personalizado do jeitinho que você sonha. Sou certificada pelo órgão de turismo da Suíça e também atuo como guia.

Para mais informações, entre em contato: info@swissxplorer.com

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Grindelwald

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Lausanne

O hotel Château d’Ouchy, como o nome já diz, é um castelo medieval do século XII, que foi convertido em hotel por Jean-Jacques Mercier entre 1889 e 1893.

Localizado bem às margens do lago de Genebra, está a 500 metros do museu Olímpico (10 minutos a pé) e 1 km da estação ferroviária de Lausanne.

 

Escolhemos este hotel por vários motivos, mas o principal é sem dúvida, a ótima pontuação no booking.com, superior a nota 9.

 

O Château d’Ouchy é um  hotel 4 estrelas completo. Possui restaurante mediterrâneo, bar, piscina ao ar livre, área de lazer moderna com sauna e hammam (banho turco), e terraço com vista do lago.

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

 

O castelo conta com 50 quartos, sendo que alguns deles oferecem uma experiência medieval, com quartos ornamentados para você se sentir um membro da realeza.

 

Claro que nós não nos hospedamos neste quarto (seria um sonho!), mas o nosso quarto não fica para trás, principalmente no quesito conforto. Nossa acomodação tinha vista para o lago e pé direito alto, que eu amo!

 

Bem na frete do hotel tem um parquinho, um carrossel e um porto de onde saem vários passeios de barco.

O café da manhã é servido em um ambiente todo de vidro, inclusive o teto, onde você consegue ver e curtir a atmosfera do castelo.

 

Os preços da estadia estão a partir de CHF 268,00 e podem ser verificados neste link: https://www.chateaudouchy.ch 

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Grindelwald

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Genebra

O hotel Warwick Geneva (4 estrelas) está situado em frente a principal estação de trem,  a 300 metros do lago Genebra e a apenas 7 minutos do Aeroporto Internacional de Genebra.

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

No momento da chegada, você recebe um cartão gratuito para o transporte em Genebra, válido durante toda a estadia, então mesmo quem está de carro, pode usar o transporte público para curtas distâncias.

A maioria dos quartos tem janelas de camada tripla, que vão to chão até o teto com uma ótima vista.

 

 

Para nós, que viajamos sempre com as crianças, um hotel que ofereça quarto “família” é fundamental. Na hora de selecionar o hotel no Booking.com,  eu filtro todas as minhas preferências e o filtro “quarto familiar” está disponível, o que facilita muito a minha busca.

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

Outra coisa que sempre procuramos é hotel que abrigue restaurante internamente. Neste hotel, a cozinha internacional do restaurante “The Téséo” é uma ótima opção.

Para mais informações, clique aqui: Warwick

Se você está pensando em conhecer a Suíça e não sabe por onde começar o seu roteiro, entre em contato! Faço planejamento de viagem e posso bolar um roteiro personalizado do jeitinho que você sonha. Sou certificada pelo órgão de turismo da Suíça e também atuo como guia.

Para mais informações, entre em contato: info@swissxplorer.com

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Grindelwald

error: Content is protected !!