15 fotos e fatos para te convencer a conhecer a Suíça

15 fotos e fatos para te convencer a conhecer a Suíça

A Suíça é um dos países mais bonitos do mundo, e antes de me mudar para cá, também não tinha conhecimento das diversas possibilidades que este pequeno país da Europa oferece. Por isso resolvi escrever este artigo. Por que este país lindo deveria estar na lista de viagem de todo mundo?

  1. Alpes

Os Alpes emolduram a maioria das cidades suíças, já que 60% do território é formado por áreas alpinas e subalpinas.

eiger-487217_1280

  1. Lagos

Existem cerca de 1500 lagos em toda a Suíça e todos são limpos! Existem lagos de todos os tipos e cores, localizados nas montanhas ou em grandes cidades, com diversas opções de lazer. O difícil é escolher apenas um.

lake-oeschinen-2257505_1280

  1. Neve eterna

Os centros de esqui nas montanhas suíças garantem neve o ano todo, seja qual for a época do ano em que você vai visitar o país. Isso porque a cada 100 metros de altura, a temperatura cai por volta de 1 grau. Por isso, as montanhas com mais de 3 mil metros de altitude, alcançadas apenas de gôndolas de teleféricos preservam a neve.

tulips-79667_1280

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

  1. Trens panorâmicos

As rotas cênicas mais famosas do mundo estão na Suíça. São cinco rotas principais que cortam o país de ponta a ponta: Glacier Express, Ferrovia Centovalli, Bernina Express, Golden Pass e Wilhelm Tell Express.

O Escritório de Turismo da Suíça lançou o Grand Train Tour of Switzerland, circuito ferroviário que atravessa 1.600 km de ferrovias pelos diversos cantões, montanhas e lagos do país, passando por 44 atrações, 22 lagos, 11 Patrimônios Mundiais da UNESCO, cinco vales alpinos, quatro regiões linguísticas e duas reservas de biosfera.

railway-62849_1280

  1. País das aventuras

Se tem um país que sabe oferecer infraestrutura para o turista, este país é a Suíça. Existem mais de 1700 teleféricos de montanhas, que levam os passageiros ao topo das montanhas, onde as atividades ao ar livre são quase infinitas: escalada, mountain bike, trilhas, hiking, tirolesa, paragliding, tobogãs de montanha, parques de arvorismo, patinete, triciclo, cama elástica, e muitas outras atividades. Além dos esportes aquáticos como: stand up paddle, vela, windsurf, esqui, wakeboard e remo.

skydiver-2735305_1280

  1. Patrimônios da Unesco

São doze lugares que foram considerados Patrimônios da Humanidade pela UNESCO, como por exemplo: Cidade de Berna, Convento de Müstair Castelos de Bellinzona, montanha Jungfraujoch (Top of Europe), Região Tectônica de Sardona; Bernina Express (uma das rotas dos trens cênicos), entre outras.

castle-977828_1280

  1. Segurança

Qualquer um na Suíça tem o direito de ir e vir sem medo, andamos a noite pelas ruas e visitamos restaurantes e bares sem preocupação. As crianças vão a pé sozinhas para a escola a partir dos 5- 6 anos, claro a escola aqui é sempre bem próxima de casa. Quando visitamos lugares públicos como parques e piscinas é comum as pessoas curtirem o local sem se preocupar em ficar vigiando seus pertences.

swiss-3167616_1280

  1. Limpeza

A Suíça é um país extremamente limpo, onde ruas e calçadas estão sendo constantemente varridas. E população faz a sua parte, claro, não jogando lixo no chão.

lucerne-2537433_1280 (1)

  1. Silencio

A Suíça é um país silencioso, as casas são bem isoladas com os vidros duplos nas janelas, para não deixar o calor dos aquecedores sair nos invernos rigorosos. Além disso, os suíços falam baixo e respeitam o espaço do outro.

switzerland-946030_1280

  1. Arquitetura

A Suíça tem a arquitetura bem diversificada, com influência italiana, alemã e francesa, todas muito conservadas. A histórica cidade de Berna é a que apresenta a arquitetura mais medieval de todo país.

switzerland-2068339_1280

  1. Natureza

Muitas paisagens belíssimas com campos verdes, vales, canyons, lagos, rios e cachoeiras. Em qualquer parte da Suíça, as paisagens naturais estão sempre presentes e são de tirar o fôlego!

switzerland-1113943_1280

switzerland-2579509_1280

  1. Diversidade Cultural

Devido ao cruzamento de diferentes tradições e culturas, este país que possui quatro idiomas oficiais mistura costumes italianos, franceses e alemães. Além disso, 25% da população é formada por estrangeiros de diversas partes do mundo, o que torna a diversidade cultural ainda mais interessante.

cattle-show-1715039_1280

  1. Educação dos suíços

Os suíços não são “calorosos” como os latinos, mas são extremamente educados, falam baixo, geralmente respeitam regras e leis, são honestos e responsáveis. Apesar de parecerem um pouco reservados, os suíços são amistosos e hospitaleiros, sempre muito simpáticos com os turistas e dispostos a ajudar com informações.

alp-1044380_1280

  1. Mobilidade

Trens pontuais, conexões sincronizadas, e mais de 26.000 quilômetros de rotas interligadas de trens, bondes (trams), ônibus, trólebus e barcos. O transporte público suíço é considerado um dos melhores e mais seguros do mundo e cobre praticamente todo o território nacional. Isso sem falar nas incontáveis ciclovias que existem por cada cantinho do país.

rhine-falls-2705008_1280

A rede ferroviária suíça oferece transporte de bagagem desacompanhada, onde os passageiros podem despachar suas malas pela manhã em uma das mais de 30 estações ferroviárias da Suíça e as recolhem na estação de trem de destino no mesmo dia. E assim, poder viajar sem bagagem pesada e curtir o trajeto. Para saber mais, clique aqui: Transporte de Bagagem

glarus-171779_1280

  1. A Suíça está no coração da Europa

Esse pequeno país está bem no meio da Europa e faz fronteiras com a França, Alemanha, Áustria, Itália e Liechtenstein. Então é um ponto de partida perfeito para uma rota que inclui estes países vizinhos para um passeio de bate e volta, por exemplo.

switzerland-263357_1280

Poderia citar mais diversos motivos, porque a lista realmente é grande!  Mas deixarei para os próximos posts.

Gostou do texto? Deixe o seu comentário abaixo!

____________________________________________________________________________________________

Se você está pensando em conhecer a Suíça e não sabe por onde começar o seu roteiro, entre em contato! Faço planejamento de viagem e posso bolar um roteiro personalizado do jeitinho que você sonha. Sou certificada pelo órgão de turismo da Suíça e também atuo como guia.

Quer saber mais detalhes sobre os roteiros personalizados? Veja aqui: Planejamento de Viagens

Para mais informações, entre em contato: info@swissxplorer.com

 

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Grindelwald

St. Moritz, a cidade estilosa mais famosa da Suíça

St. Moritz, a cidade estilosa mais famosa da Suíça

O estilo de vida alpino de St. Moritz é conhecido mundialmente por ser moderno e sofisticado, com gastronomia de primeira classe e hotelaria de altos padrões.  A cidade é encantadora e quem conhece se apaixona!

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

Com pouco mais de 5 mil habitantes, a língua oficial é o alemão, seguido do italiano, que é falado por 22% dos habitantes.

st-moritz-1147612_1920

Localizada em Engadina, St. Moritz é dividida em duas regiões: Saint-Moritz-Dorf, onde é a sede principal que fica a 1.856 metros de altitude e Saint-Moritz-Bad, próxima ao lago, a 1.774 metros de altitude. As duas regiões oferecem grande variedade de lazer como eventos culturais, shopping, hotéis, atividades esportivas e restaurantes.

A cidade, que tem uma média de 322 dias de sol por ano, é destino turístico número um do mundo nas montanhas e também já foi palco de duas edições dos Jogos Olímpicos de inverno.

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

Cercada pelos Alpes, St. Moritz é rota do lendário Glacier Express (ou Expresso das Geleiras), o trem panorâmico mais famoso da Suíça, com cenários literalmente de cinema, com cenas que foram exibidas no filme do James Bond. Veja mais aqui: Swiss Travel Pass

O que muita gente não sabe é que St. Moritz também é cidade de estancia termal, já que suas fontes de águas medicinais são conhecidas há 3000 anos. Uma combinação perfeita de esporte, exercícios físicos e relaxamento após os esforços esportivos.

Inverno em St. Moritz

Assim que a temperatura começa a cair e a primeira neve aparecer, as montanhas se transformam em  trilhas brancas que são perfeitas para grandes aventuras.

St. Moritz é uma das estações de esqui mais elitizadas do mundo e referência de inverno na Suíça.

Com 350 km de pistas e uma infraestrutura moderna, St. Moritz possui a encosta mais íngreme do país, na montanha Corviglia.

A temperatura média do inverno em Engadina é de -9 graus Celsius, mas a sensação térmica é -6, devido ao clima seco.

A região conta com 150 km de trilhas para caminhadas na neve, que podem ser escolhidas de acordo com o perfil de cada visitante, variando desde rotas simples e curtas, até caminhadas mais longas e maior grau de inclinação e dificuldade. As trilhas são sempre bem sinalizadas e apenas os seus pensamentos se perderão em meio à incrível paisagem.

Existem algumas pistas de patinação no gelo como o parque Glatschin no Plazza Rosatsch e Ludains Ice Arena. Ou pistas de patinação privadas dos hotéis cinco estrelas (Suvretta House ou Badrutt`s Palace) e a pista sobre o lago congelado.

É possível visitar o Olympia Bob Run, local onde aconteceu mundial de Bob e Skeleton, que são os trenós que deslizam sobre a pista, como do filme Jamaica Abaixo de Zero.

bobsled-683995_1920

Aliás, você pode não apenas visitar mas praticar o esporte também! Sim! É possível andar de Bob Run (bobsleigh) na única pista de bobsleigh de gelo natural do mundo.

bobsled-671235_1920

Com 1722 metros de comprimento, este trenó chega a uma velocidade de 135 km/h de pura adrenalina, subindo nas paredes das curvas com uma força centrífuga de até 4,5G.

O passeio individual custa a partir de CHF 250 e inclui o aluguel de capacete, transporte, um copo de proseco e seu certificado de bastismo, o “Bobbaptism”. Pode ser praticado por pessoas a partir de 16 anos com autorização dos pais.

Se você procura um esporte indoor para fugir do frio, o Tennis & Squash Center St. Moritz é tudo o que você precisa, e está aberto o ano todo. Este centro também oferece aulas profissionais para jogadores de todos os níveis.

Outras opções para o inverno menos tradicionais, mas também disponíveis para os turistas são: esqui cross contry, curling, cresta run, charrete, bike especial de neve, snow kiting, paragliding e asa delta (Air Taxi).

Em janeiro ocorre a Copa do Mundo de Snow Polo sobre o lago congelado de St Moritz e em fevereiro acontecem as corridas de cavalos White Turf e também as partidas de cricket.

De dezembro a março, as pistas de esqui e trenó estão oficialmente abertas em St. Moritz com diversos níveis, desde pistas fáceis e curtas, até longas e cheias de adrenalina.

Verão em St. Moritz

Em épocas mais quentes, o lago atrai os turistas e oferece diversos lazeres de esportes aquáticos para toda a família como remo, pescaria, vela, paddlers, windsurfe e kitesurfe.

sailing-in-front-of-st-moritz-2641271_1920 (1)

Para clima mais ameno, caminhadas, charrete, cavalgadas em montanhas, tênis, trilhas de bique elétrica e golfe (4 campos de golfe nos Alpes) podem ser atividades prazerosas para as férias.

Pista de gelo artificial de Ludain abre até mesmo no verão para quem gosta de patinar.

Experimente um voo panorâmico de helicóptero com Helibernina ou Swisshelicopter e redescubra St. Moritz de uma nova perspectiva, com visão para os picos nevados e impressionantes geleiras.

O Parque Nacional Suíço em Zernez está a 30 minutos de St. Moritz e cobre uma área preservada de 170 quilometros quadrados com diversas plantas e animais.

O que visitar em St. Moritz:

Passear pelo centrinho, cheio de lojas e restaurantes pode ser um passeio agradável. Quem gosta de ir às compras, a rua Via Serlas é avenida comercial mais badalada onde você encontra de Jimmy Choo e Gucci à Louis Vuitton.

Museu Segantini oferece uma alternativa ao tradicional luxo e atividades de inverno. Dedicado ao pintor Giovanni Segantini (1858–1899) que passou os últimos cinco anos da sua vida em Engadina, o museu é de 1908 e retrata o domínio do simbolismo realista do artista, que inspirou nova vida na pintura alpina no final do século XIX.

Existem 17 locais para praticantes de escaladas com diferentes níveis de dificuldade.

Com restaurantes fantásticos aberto aos visitantes, experimente um Café da manhã na varanda do Chesa Al Parc (Kulm Hotel), Suvretta House e também no no Badrutt’s Palace Hotel, sendo o hotel mais famoso nos Alpes e um ícone da luxuosa acomodação de cinco estrelas de St. Moritz.

Não deixe de experimentar a torta de noz de Engadina, uma especialidade local que é tradição de gerações. Elas podem ser encontradas em padarias como Conditorei Hanselmann e Confiserie Hauser.

Um dos pontos turísticos mais famosos, é a Torre Inclinada que pertencia a igreja Maurícia, cujas origens retornam ao século XII. A inclinação da torre com 5.5°  chega a ser maior que a da Torre de Pisa.

Um passeio muito indicado para além da cidade de St. Moritz, são as rotas dos passos de montanha. Com paisagens alpinas clássicas, seis dos passos X de montanha estão na direção de Engadina Superior: Albula, Bernina, Flüela, Maloja, Julier e Ofen.

Veja nosso texto sobre outros lindos Passos de Montanhas na Suiça: Pass

St. Moritz noturno

Em St. Moritz você pode ter experiencias únicas, como esquiar a noite, na pista de esqui iluminada mais longa da Suíça, chama Corvatsch Snow Night, com 4.2 km de comprimento.

Outra experiência interessante que vai agradar os amantes do whisky é o bar do hotel Waldhaus am See, que oferece 2.500 tipos de uísque, e chegou às páginas do livro dos recordes Guinnes Book.

A vida noturna pode ser curtida no Stübli Bar, no Hotel Schweizerhof, principalmente pelos fumantes porque é permitido fumar dentro do local.

Você também pode tentar a sorte no St. Moritz Casino, com caça níqueis, roleta americana, black jack, entre outros…

Para mais informações: St Moritz

Engadin St Moritz

Veja aqui as 30 coisas para fazer em St. Moritz antes de ir embora: St Moritz – bucket list

____________________________________________________________________________________________

Se você está pensando em conhecer a Suíça e não sabe por onde começar o seu roteiro, entre em contato! Faço planejamento de viagem e posso bolar um roteiro personalizado do jeitinho que você sonha. Sou certificada pelo órgão de turismo da Suíça e também atuo como guia.

Quer saber mais detalhes sobre os roteiros personalizados? Veja aqui: Planejamento de Viagens

Para mais informações, entre em contato: info@swissxplorer.com

 

 

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Grindelwald

Intercâmbio de férias em acampamento na Suíça

Intercâmbio de férias em acampamento na Suíça

O Les Elfes Verbier oferece uma experiência inesquecível para jovens entre 7 e 18 anos que querem aprender um novo idioma e também aproveitar as férias. O programa de acampamento internacional oferece aulas de inglês, alemão, francês ou espanhol, além de atividades esportivas.

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

A cidade de Verbier está localizada na parte francesa da Suíça, mas o idioma oficial falado em Les Elfes é o inglês, por se tratar de um programa internacional.

les-elfes-hiver-5

Foto: Verbier.ch

O acampamento tem programação na primavera, verão e inverno, e o que muda são as atividades e os esportes que você vai praticar dependendo da estação do ano que você escolher.

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

Durante o verão, existem mais de 40 atividades como esportes, arte, teatro, música e culinária, tudo combinado com aulas de idiomas e excursões culturais.

Durante o inverno, as grandes atrações são as aulas de esqui ou snowboard. Com nível opcional que vai de iniciante até o avançado, o acampamento conta com a segurança e experiência de uma das melhores escolas e os melhores profissionais da Suíça.

les-elfes-hiver-3

Foto: Verbier.ch

Já na primavera, os campistas têm a oportunidade de misturar atividades de inverno, como o esqui, com atividades de verão.

A infraestrutura do campus oferece uma grande quantidade de atividades e esportes como: tênis, vela, natação, esqui aquático, futebol, golf, voleibol (de quadra e de praia), tênis de mesa, squash, escalada, mountain bike, além dos esportes de inverno.

O acampamento recebe mais de 45 nacionalidades diferentes a cada temporada, e promove integração em um ambiente divertido e muito internacional.

O Les Elfes existe há mais de 20 anos e não exige visto de seus alunos, já que a duração do programa é de 7 ou 14 dias. Os programas de línguas podem ser de 8 ou 15 horas por semana e o valor da estadia é a partir de CHF 1.850

Para mais informação: https://leselfes.com/

 

 

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Grindelwald

 

 

11 Patrimônios da Unesco localizados na Suíça

11 Patrimônios da Unesco localizados na Suíça

Um Patrimônio Mundial da UNESCO pode ser classificado como cultural, natural ou misto, e é o reconhecimento conferido pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) da sua importância para a humanidade e para o mundo. O título referido de patrimônio garante sua preservação para as futuras gerações.

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

A seguir, os 11 Patrimônios localizados na Suíça:

  1. Convento Beneditino de São João

O convento Beneditino de São João está localizado em Müstair, no leste da Suíça, próximo à divisa da Itália. É parte do Patrimônio Cultural da Humanidade desde 1983 por ser um dos poucos exemplos da arte carolíngia bem conservado, devendo sua existência a Carlos Magno.

mosteiro

Foto: www.muestair.ch

O Convento remonta ao ano de 775 e possui a maior coleção de afrescos medievais antigos do mundo, datados de 800 d.C.

Para mais informações: http://www.muestair.ch/home

  1. Cidade de Berna

A capital da Suíça também entrou para a lista de Patrimônio da Humanidade da UNESCO, graças a seus 6 quilômetros de arcadas no calçadão do centro histórico. Poucas cidades suíças mantiveram suas características históricas tão bem preservadas como a charmosa Berna.

bern-1953583_1280 (1)

Para mais informações: Berna

  1. A Abadia de São Galo

A Abadia de São Galo fica no centro histórico da cidade de St.Gallen, e é designada também como Mosteiro ou Convento de São Galo. Sua catedral barroca, o mosteiro e arquivos de sua biblioteca lhe conferiram o título de Patrimônio da Humanidade da UNESCO desde 1983.

resized_650x365_origimage_610449

Para mais informações: Abadia

  1. Os Castelos de Bellinzona

O conjunto fortificado de Bellinzona inclui três castelos, muralhas e torres de defesas e foram incluídos na lista do Patrimônio Mundial da Unesco desde o ano de 2000. Os castelos medievais de Castelgrande, Castello Sasso Corbaro e Castello Montebello protegiam a cidade que agora enfeitam com tanta maestria.

bellinzona-1787217_1920

Para mais informações: Bellinzona

  1. Alpes Jungfrau-Aletsch-Bietschhorn

A região de Jungfrau-Aletsch é tão linda que até recebeu o título de Patrimônio Mundial Natural da UNESCO.

Localizada ao pé das montanhas Mönch, Eiger e Jungfrau, a região de Jungfrau abrange cinco vilarejos – Lauterbrunnen, Wengen, Grindelwald, Mürren e Haslital – e é considerada Patrimônio Mundial Natural pela Unesco desde 2001.

kleine-scheidegg-579768_1920

Lá também se encontra a maior geleira dos Alpes, a Aletsch, com 23 km de extensão. Atravessar a geleira é uma aventura incrível em meio ao cenário alpino com paisagem glacial. Além disso, a região abrange as principais rotas turísticas para trilhas incríveis.

Para mais informação: Jungfrau

  1. Sítio fossilífero do Monte San Giorgio

O síti fossilífero está dentro do Monte San Giorgio. Há 240 milhões de anos este local encontrava-se numa lagoa tropical que abrigava peixes, crustáceos e moluscos, sendo hoje o testemunho mais conhecido da vida marinha do Triássico. O Monte San Giorgio fica na fronteira da Suíça com a Itália na encosta ensolarada do Ticino, e seu cume oferece uma vista magnífica. Ele está  inscrito no Património Mundial da UNESCO desde 2003 sendo considerado a meca para os cientistas fósseis.

73495-10

Foto: www.mendrisiottoturismo.ch

Para mais informações: Monte San Giorgio

  1. Região vinícola de Lavaux

Considerada patrimônio cultural pela Unesco, os terraços de vinícolas da região de Lavaux formam a maior área contígua de vinhedos da Suíça, com 800 hectares.

Localizado acima do Lago Genebra, Lavaux está localizada entre Lausanne e Vevey e sua área merece destaque cultural, natural e gastronômico.

lac-leman-1275183_1920

Para mais informações:  Montreux Riviera

  1. A Ferrovia Rética

Com 130km de extensão, a via férrea de Albula/Bernina passa bem no meio das montanhas, viadutos e pontes e é considerada como uma das rotas mais espetaculares do mundo. O trajeto inclui ao viaduto Landwasser, gigantesca geleira de Morteratsch, vilarejos e paisagens românticas.

A rota ferroviária foi construída no começo do século 20 e faz parte da lista de Patrimônios Culturais Mundiais da UNESCO.

Para mais informações:  rhb

  1. Os Sítios palafíticos pré-históricos em redor dos Alpes

Enterradas no fundo dos lagos e muitas vezes cobertas por areias as margens dos rios, as palafitas são quase invisíveis, mas representam um testemunho de uma civilização desaparecida. Os pilotis de madeira são objetos arqueológicos que fazem parte do Patrimônio Cultural da Humanidade por exemplificarem a evolução do homem, entre o Neolítico e a Idade do Bronze. Graças a água e areia se mantiveram preservados até hoje e permitiram que especialistas reconstruíssem a vida das comunidades rurais dos primeiros milênios AC

48d65c4e06

Foto: www.palafittes.org

  1. O Alto Lugar Tectónico Suíço Sardona

Sobre uma área de 400 quilômetros quadrados, Entlebuch é a única reserva de biosfera da Suíça, e representa os processos ecológicos e biológicos da evolução do desenvolvimento de ecossistemas e de comunidades de plantas e animais terrestres, aquáticos, costeiros e marinhos. Para os geólogos é um lugar importantíssimo, porque mostra a história de formação dos Alpes. O local também dispõe de uma vasta gama de atividades de lazer ao ar livre, incluindo as trilhas, banhos de lama, passeios guiados.

happiness-2726568_1920

  1. La Chaux-de-Fonds/Le Locle

Que a atividade relojoeira é uma tradição antiga da Suíça, isso todo mundo sabe, mas você sabia que os centros relojoeiros de La Chaux-de-Fonds e Le Locle estão classificados como Patrimônio Mundial da Unesco? A região é uma mistura entre a indústria relojoeira e o desenvolvimento urbano.

resized_650x365_617891

Foto: MySwitzerland

Às ruas longas e retas possuem um valor histórico e arquitetônico. O plano de rua, os prédios e as fabricas foram projetados para atender às necessidades de uma nova indústria que ao longo do tempo passou a simbolizar a região.

Para mais informações:  http://www.neuchateltourisme.ch/

 

 

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Grindelwald

A origem da Oktoberfest e as comemorações na Suíça

A origem da Oktoberfest e as comemorações na Suíça

A origem da Oktoberfest é bem mais antiga do que imaginamos e ao contrário do que muitos pensam, o patrimônio cultural vai muito além de uma cervejada.

Conheça todos os nossos serviços: clique aqui – serviços

Em 17 de outubro de 1810 foi festejada a primeira festa em Munique, na Alemanha, no mesmo lugar onde a festa é comemorada ainda hoje, na Theresienwiese.  Daí originou se o apelido de “Wiesn” (em português “campo”), praticamente utilizado somente pelos bávaros.

munich-1220908

O motivo original da festa foi o casamento do príncipe da Baviera Ludwig von Bayern com a princesa da Saxônia Therese von Sachsen-Hildburghausen. A festa foi um grande sucesso entre o povo, por isso foi decidido que o evento deveria se repetir anualmente.

Veja aqui a seleção das experiências mais incríveis da Suíça: clique em cima

Devido a guerras, epidemias de cólera, entre outras, a Oktoberfest passou a ser festejada ininterruptamente somente a partir de 1881 e em 1950 a tradição retomou de vez, quando o prefeito de Munique abriu o primeiro barril de cerveja para oficializar o início da festa.

A vestimenta: obviamente as roupas utilizadas não passam desapercebidas e a pergunta que todos nós fazemos é, qual o motivo da calça de couro (em alemão Lederhose)?

Devido à alta resistência do couro perante outros materiais existentes no século 19, os trabalhadores das regiões alpinas confeccionavam suas roupas em couro para terem maior durabilidade. Uma necessidade que se tornou moda, e moda cara! As calças de boa qualidade chegam a custar mais de 1.000 Euros hoje em dia. Nas regiões alpinas, as calças de couro são consideradas como traje nobre e utilizadas em festas, eventos e até casamentos.

227840_10151686020234358_429443213_n

Os vestidos para as mulheres também tiveram início no século 19 e foram estilo de moda urbana para o verão. Devido a situação financeira catastrófica dos países e do povo após a 1a Guerra Mundial, o Dirndl, como é conhecido este vestido, se tornou muito popular pelo seu baixo custo em relação aos vestidos mais elegantes e luxuosos da época.  Após a 2a Guerra Mundial, o Dirndl foi “descatolizado”, ficando mais moderno e sedutor, parecido com os vestidos da atualidade.

A Oktoberfest na Suíça

A cultura da famosa Oktoberfest de Munique migrou para diversas outras cidades na Alemanha e no mundo. Também na Suíça encontramos diversas festas espalhadas pelas cidades do país.

As 5 melhores festas são:

  1. Oktoberfest Wädenswil (aprox. 35min de Zurique)
  2. Züri Wiesn (diretamente na estação central de Zurique)
  3. Oktoberfest Baden
  4. Oktoberfest Winterthur
  5. Bauschänzli Zürich (em uma ilha no principal rio de Zurique)

 

Leia nossos últimos artigos sobre hospedagem na Suíça:

Onde se hospedar em Genebra

Onde se hospedar em Engelberg

Onde se hospedar em Lausanne

Onde se hospedar em Grindelwald

error: Content is protected !!