Guia completo para viajar de trem pela Europa


Finalmente, está decidido, passar as férias na Europa e dessa vez uma parte da viagem será feita por trens. Mas quantas dúvidas, afinal você já viu quantas opções os trens nos dão?

Fique tranquilo pois o velho continente está preparado para te receber, e muito bem, e neste post esclarecerei algumas das maiores dúvidas dos viajantes. Como em qualquer viagem o planejamento é fundamental para poder curtir o passeio sem imprevistos e contratempos.

 

Depois de decidir quais as cidades você quer conhecer está na hora de escolher entre os tipos de trens disponíveis, pois eles podem ser trens de alta velocidade, trens noturnos, trens regionais ou ainda os trens panorâmicos e balsas, e cada um destes atende um tipo necessidade.

Para viagens que passam por dois países ou mais, você comprar através da Passes Eurail (www.eurail.com) ou também da RailEurope

Qual a diferença entre Eurail e RailEurope?

A RailEurope é a maior operada de bilhetes e passes de trem na Europa. Para não ter que pensar nas conexões e horários, o site comercializa bilhetes e passes de trens europeus, com versão em português. Este tipo de plataforma ajuda muito na hora de planejar uma viagem, pois você consegue pesquisar em um só lugar passagens de diferentes companhias ferroviárias, para destinos variados, primeira e segunda classe, etc..

Já a Eurail é a empresa que vende exclusivamente passes, e oferece incontáveis rotas de trem para viajar na Europa. Esta plataforma não comercializa bilhetes de trajeto único. Por exemplo, se você procura um passe de 15 dias para viajar ao redor da Suíça, ou o Eurail Global Pass, que abrange até 28 países. Veja todas as possibilidades de descontos no site, por exemplo descontos para adultos, com mais de 28 anos, que viajarem em duplas ou em grupos

Para viagens em apenas um país, o ideal é comprar no site da companhia ferroviária de cada país. Veja abaixo cada uma delas:

Alemanha: http://www.bahn.com e http://www.thalys.com/
Áustria: http://www.oebb.at/en/
Bélgica: http://www.b-rail.be/http://www.thalys.com/
Dinamarca: http://www.dsb.dk/
Eslováquia: http://www.zsr.sk/
Eslovênia: http://www.slo-zeleznice.si/en/
Espanha: http://www.renfe.com/
Finlândia: http://www.vr.fi/en/
França: http://www.voyages-sncf.com/ , http://www.tgv.com/ e http://www.thalys.com/
Holanda: http://www.ns.nl/en/ e http://www.thalys.com/
Hungria: http://elvira.mav-start.hu/
Irlanda: http://www.irishrail.ie/home/
Itália: http://www.trenitalia.com/
Letônia: http://www.ldz.lv/
Luxemburgo: http://www.cfl.lu/en
Noruega: http://www.nsb.no/
Polônia: http://www.polrail.com/
Portugal: http://www.cp.pt
Reino Unido: http://www.nationalrail.co.uk/ e http://uk.megabus.com/
República Tcheca: http://www.cd.cz
Romênia: http://www.cfr.ro/
Rússia: http://www.russianrails.com/
Suécia: http://www.sj.se/
Suiça: http://www.sbb.ch/en

De qualquer forma, a escolha pelos trens, se comparados com os aviões, sempre se dá pelo tempo máximo de uma viagem. Por exemplo, para viagens com até cinco horas de duração, a melhor opção é de trem, já que estes dispensam toda aquela burocracia de check-in, vistorias, chegada com antecedência, etc., além da vantagem de te deixar dentro das estações das cidades de destino, o que pode ser bem conveniente e econômico. Na maioria dos trens europeus não há check-in e nem controle de passaporte. A conferencia só acontece quando se ultrapassa a fronteira do espaço Schengen. Para viagens mais longas, opte pelos aviões.

Utilize os trens de alta velocidade quando for necessário um deslocamento de grandes distâncias e seu interesse é chegar mais rápido ao seu destino. Esta modalidade geralmente requer reserva antecipada.

Trens noturnos são ideais para quem pretende economizar com uma diária de hotel, mas atenção! Procure o conforto de uma cabine, que precisam ser reservadas, pois viajar à noite em bancos convencionais não garante um bom descanso para o dia seguinte. Outra dica: fique atento se o desembarque de um trem noturno for durante a madrugada, algumas paradas são bem breves e se você “dormir no ponto” pode ter uma boa dor de cabeça.

Os trens regionais são os que oferecem maior quantidade de paradas em cidades menores, com eles você pode fazer um pinga-pinga em destinos bem diversificados, ideal para quem gosta de viajar sem compromisso com um roteiro rígido, já que de maneira geral esses trens dispensam reserva antecipada.

E finalmente temos os charmosos trens panorâmicos, estes apesar de fazerem um trajeto mais restrito a destinos bem específicos, oferecem uma viagem que é um verdadeiro espetáculo, minha sugestão é para o Centovalli Railwai, que faz o trajeto entre Domodossola na Itália e Locarno na Suiça, esse trecho é considerado como o que possui algumas das mais belas paisagens.

Outras opções são:

Suíça: Bernina Express, Golden Pass, Glacier Express, Voralpen Express e Gotthard Panorama Express

Alemanha: Rhine Valley Line e Linhas da Floresta Negra

Áustria: Semmering Bahn e Arlbergline

Suécia: Inlandsbanan

Noruega: Flåm Railway , Rauma Line e Ferrovia Bergen

Saindo um pouco do contexto dos trens, temos ainda as balsas, que podem ser utilizadas caso você comprar os Passes Eurail.

Agora só resta fazer as malas e ter umas férias inesquecíveis, bem ao estilo europeu.

____________________________________________________________________________________________

Se você está pensando em conhecer a Suíça e não sabe por onde começar o seu roteiro, entre em contato! Faço planejamento de viagem e posso bolar um roteiro personalizado do jeitinho que você sonha. Sou certificada pelo órgão de turismo da Suíça e também atuo como guia.

Para mais informações, entre em contato: info@swissxplorer.com

Categorias:aventuraTags:, , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: