Os famosos canivetes suíços


Ter um canivete suíço no bolso é símbolo de gente prevenida, que atende a variadas eventualidades, já que um bom canivete agrega várias ferramentas com diversas funções e pode por exemplo, consertar a haste de um óculos ou abrir um vinho.

O primeiro protótipo do canivete suíço que conhecemos hoje foi criado em 1894 por um cuteleiro suíço chamado Karl Elsener, em Schwyz, na Suíça central.  Karl fabricou seu modelo de forma inovadora com lâminas dobráveis, prático e leve, especialmente para os soldados do exército suíço, por isso os canivetes são conhecidos também como Swiss Army knife.

army-2186_1920

Até hoje, todo soldado do Exército da Suíça recebe um kit de sobrevivência contendo um moderno canivete.

A empresa de Karl, que se manteve familiar, hoje se chama Victorinox e é pioneira no mercado de canivetes, fabricando mais de 100 modelos diferentes e exportando para mais de 100 países.

Esse aparelho de multifuncionalidade atende principalmente ao público masculino e serve para todo o tipo de aventura. Seu tamanho compacto facilita o transporte e a diversidade de mecanismos faz do canivete quase que obrigatório no esporte de aventura como rafting e escalas e também para equipes de resgate.

A versão mais completa de um canivete chega a ter 81 funcionalidades diferentes num mesmo equipamento, como lupa, termômetro, barômetro, altímetro, tesoura, chave de fenda em cruz, lente, bússola, serra para metais,  lima para unhas, pinça, régua graduada e até pendrive. Os preços variam de CHF 20.00 até CHF 530.00 para os mais completos.

Desde o atentado de 11 de setembro é proibido carregar objetos cortantes dentro do avião, então nossa dica para quem quer levar um canivete suíço é: guarde na mala que será despachada!

Categorias:culturaTags:, , , , , , ,

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: